Sobe para dez o número de mortos no massacre em escola de Suzano-SP

Foto: Mauricio Sumiya

As informações foram confirmadas pela Polícia Militar e pelo Governo do Estado de São Paulo. Segundo a corporação, oito pessoas morreram no local e outras duas após serem levadas para o hospital.

Subiu para dez o número de mortos na escola estadual Professor Raul Brasil, em Suzano, a 50 km de São Paulo, após dois ex-alunos invadirem o estabelecimento de ensino e dispararem na direção de estudantes e funcionários na manhã desta quarta-feira (13).

Foto: Werther Santana

Pelo menos 23 vítimas foram encaminhadas para hospitais da região, às 11h47. Segundo o governo do Estado, nove foram para o Santa Maria, três para a Santa Casa de Misericórdia de Suzano, duas para Luzia de Pinho Mello, dois para Santana, cinco para Santa Marcelina e duas para Clínicas. Minutos depois, às 12h35, o governo voltou atrás e confirmou 10 vítimas. Desta vez, sem mencionar quais seriam os hospitais para onde foram encaminhadas.

Os atiradores estavam encapuzados e teriam invadido a escola disparando contra alunos e funcionários

Segundo a Polícia Militar, todo o efetivo da 1ª Companhia do 32º Batalhão de Suzano foi destacado para ir até o local. As equipes da Guarda Civil Metropolitana e do Samu foram enviados para a escola.

Muitas crianças se feriram e não resistiram aos ferimentos. Não se sabe, porém, o número exato de atingidos. Os helicópteros Águia 15 e 17, do Grupamento Aéreo da Polícia Militar, também foram deslocados à ocorrência.

Ocorrência

A Polícia Militar informou que foi acionada para atender a ocorrência de disparo de arma de fogo de pequeno porte e vítimas no local, mas ainda não tem mais detalhes. Inicialmente, estão no local seis unidades de resgate, três unidades do Samu, duas unidades de suporte avançado e dois helicóptero Águia.

Governador no local

Foto: Reprodução

 

O governador do Estado de São Paulo João Doria informou, por meio de uma nota que, assim que foi informado que havia alunos ferido dentro da Escola Estadual Raul Brasil, cancelou a agenda e se dirigiu ao local para acompanhar o trabalho de resgate e atendimento aos feridos.

 

 

 

 

Fonte: R7

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.