CBF implanta VAR nas Séries B, C e D do Campeonato Brasileiro

Fotos: Joílson Marcone/CBF

As Séries B, C e D do Campeonato Brasileiro contarão com a utilização do árbitro de vídeo (VAR) ainda nesta temporada. Com os custos totalmente arcados pela CBF, a Série B utilizará a ferramenta em todas as 190 partidas do segundo turno do Brasileirão. Já nas Séries C e D a implementação da tecnologia abrangerá as fases finais das duas competições, totalizando 26 e 14 jogos, respectivamente.

A decisão da entidade ainda será referendada pelos clubes em Conselho Técnico para aquelas séries onde há esta previsão. A Comissão Nacional de Arbitragem da CBF já está com a programação em andamento, com a contratação da empresa responsável pela tecnologia e a programação de cursos preparatórios adicionais para os profissionais de arbitragem.

Foto: Daniel Hott

“Estamos tirando do papel uma reivindicação que os clubes disputantes dessas séries faziam há tempos. É mais um aperfeiçoamento muito importante da CBF às competições nacionais. Isso trará mais justiça ao jogo e mais segurança aos árbitros. As Séries B, C e D mobilizam torcedores, comunidades, cidades e mereciam muito este investimento”, afirma o Presidente da CBF, Antônio Carlos Nunes.

O Campeonato Brasileiro da Série B encontra-se atualmente com a 13ª rodada em disputa e a 14ª começa no fim de semana, inclusive com o Cruzeiro em campo, contra o Vila Nova, de Goiás, fora de casa, no sábado (24), às 16h30. Desde a presença da equipe na Série B, o Cruzeiro sempre acumulou lances polêmicos em seus jogos que poderiam ter tido interpretações diferentes com a utilização da VAR.

Francisco José Battistotti, presidente do Avaí e também presidente da Associação de Clubes de Futebol, destacou que o comunicado em relação à chegada do árbitro de vídeo ao torneio aconteceu após um processo de avaliação de 30 dias, permitindo que o modelo fosse adotado no torneio tendo em vista as especificidades de cada estádio que recebe a Segundona. Battistotti deu ênfase ao trabalho da Associação de Clubes de Futebol, que por meio de uma reivindicação coletiva, conseguiu ter o anseio atendido. Para o dirigente, o futebol brasileiro precisa ser gerido desta forma.

“O futebol nacional precisa ser desta forma, com a união de todos os clubes, fazendo uma reunião antecupada e o que a maioria opina, colocamos em discussão, procuramos soluções, apresentamos e reivindicamos. O futebol brasileiro só vai crescer quando crescermos juntos”, reforçou o dirigente

Foto: Divulgação

A entidade contará também com a utilização do Centro de Excelência da Arbitragem Brasileira (CEAB), no Rio de Janeiro, que possibilita otimizar toda a operação do árbitro de vídeo. Ao fim de 2021, serão 651 jogos com a ferramenta em competições da CBF.

Temporada 2021 das três competições nacionais terá 230 jogos com utilização do árbitro de vídeo. Custos de tecnologia serão totalmente arcados pela CBF.

 

 

Por: Everson Nunes “Olho Vivo” 

Fonte: CBF

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: