Projeto Mães Amigas. “Jovens Rurais Um olhar Para o Futuro”. Terenos – MS

Desafios da juventude Rural, Lazer, Esporte, Cultura, Projeto de Vida e Profissional.

O Início do grupo de mulheres foi em 8 de maio de 2019, com a primeira reunião, para discutir um projeto de Fortalecimento dos Empreendimentos Solidários das Mulheres de Mato Grosso do Sul, projeto esse realizado pela Central dos Trabalhadores (as) da Economia Solidária, com apoio da Fundação Banco do Brasil, ONU MULHERES, com parcerias do Centro de estudos e Assessoria, União Nacional das Cooperativas da Agricultura Familiar e Economia Solidária e Fundação do Trabalho de Mato Grosso do Sul.

 

 

Formalizando oficialmente o grupo no dia 7 de Setembro de 2019, com um ato de solenidade no Assentamento São Pedro do Sul, com a presença de representantes da Associação São Pedro do Sul, (presidente Jonilho José da Silva), Associação Sete de Setembro e Associação Ouro Branco, entre outras autoridades, inclusive as representantes da Central dos Trabalhadores (as) de Economia Solidária ( Tiana e Claurinda).

Umas das coordenadoras, sra. Juliana Ferreira de Souza, afirma que “As melhores oportunidades surgem na vida daqueles que lutam por elas. Eis que nós, Agricultoras, mães, amigas, tias, avós, mulheres que se preocupa com nossas crianças, adolescentes e jovens, inseridas no associativismo direta e indiretamente, ensejamos que através deste trabalho em grupo construído em conjunto, o sistema associativista possa perceber que pode alçar voos mais altos com a diversidade e a presença feminina e da juventude rural em todas suas instâncias.”

Pensando nisso umas das integrantes do grupo de mulheres, a jovem ANA VITÓRIA, fez o apelo pela criação de um grupo de jovens rurais, na fala da jovem Ana Vitória que ressaltou: “A maioria dos jovens que conheço ou vejo estão se envolvendo ou sendo influenciados por coisas que não contribui com o bem estar deles, é preciso que haja cursos, palestras e incentivo a produção para que possamos viver com qualidade e longe de bebidas alcoólicas e outras coisas ruins´´.

 

O apoiador e incentivador do grupo sr. Elvis Carlos Santos, Técnico em Agropecuária formado na Escola Família Agrícola Rosalvo da Rocha Rodrigues e Tecnólogo em Agronegócio, ressalta que a vida no campo não é fácil, “Há seus desafios, porém temos exemplos de amigos que são formados e ganham muito bem, vivem na área rural e outros que atuam na área técnica e extensão rural”. Segundo Elvis, são necessárias políticas públicas que apoiem projetos específicos para a juventude rural para que estes jovens não abandonem o campo, e ainda que o poder público, as associações e a sociedade civil incentivem grupos de jovens para que possa apoiá-los para um futuro melhor. “Não precisa muito, o que é preciso é apoiá-los em projetos de vida e profissional”, diz Elvis. Ele diz ainda que o grupo que estão trabalhando demonstra esforço e dedicação, se reunindo para discutir sobre melhorias de vida no meio rural, principalmente os temas: Os desafios e as dificuldades do campo, êxodo rural, esporte, lazer, educação, meio ambiente, família, a preocupação de um para com o outro, profissão e geração de renda. Os jovens afirmam que isso os motivam e fazem investir tempo e esperança nessa geração promissora, e o mais importante são jovens que pensam em seus irmãos menores de idade.

 

Bate papo com as crianças, adolescentes e  juventude Rural – Um dedinho de prosa.

 

No dia 30/11/2019 a Rádio/Web A Conquista foi convidada para um bate papo com o grupo de jovens do Assentamento São Pedro do Sul. A conversa foi promissora e produtiva, contou com a presença de  apoiadores ao projeto jovem rural, senhora Marta Ueno, mãe e amiga do projeto, e uma das coordenadoras do grupo de mulheres, o Empresário Vilson de Lima, na companhia e experiência de sua mãe e irmão,  senhor Valdinei, popular (Dinei), apoiador e parceiro do grupo de jovens, o proprietário do campo terrinha.

 

Os jovens discutiram sobre os desafios da juventude rural no campo, falaram das expectativa de criar momentos de lazer, educação, momentos culturais já que no grupo tem cantores e músicos de vários estilos, e também contam com aulas quinzenais de instrumentos musicais. O grupo já está discutindo os passos a serem seguidos, com aulas de gestão, aulas de horticultura agroecológica e apoio aos colegas jogadores de futebol, que precisam de ajuda de custo para participarem de um evento esportivo na qual terá a possibilidade de ser escolhido para jogar em outros times e seguir carreira.

O grupo, que já tem sua coordenação própria, teve como desdobramento da reunião a cessão de uma área para produção agrícola e geração de renda na propriedade do Sr. Dinei. Conseguiram ainda um espaço, disponibilizado pelo Empresário Vilson de Lima, em frente a seu depósito de gás, no centro de Terenos, para comercialização da produção.

O Empresário Vilson de Lima foi mais longe ainda, doou as 6 próximas mensalidades da internet na sala digital da comunidade, onde podem participar de aulas de criação de sites, cursos de digitação, acesso a redes sociais, entre outros, o que lhes possibilitará manterem conectados com o mundo.

Matéria: Elvis Carlos Santos/Valdecir Batista

 

 

 

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: