Além do Cantor Gabriel Diniz, piloto e copiloto também morreram na queda do avião em Sergipe

Abraão Farias e Linaldo Xavier pilotavam o avião que caiu com o cantor Gabriel Diniz – Foto: Reprodução/Facebook

Piloto e copiloto da aeronave foram identificados como Rinaldo Xavier e Abraão Farias, ambos eram alagoanos e morreram na queda do avião que ceifou também a vida do Cantor Gabriel Diniz na tarde desta segunda (27) em Sergipe.

Área de Manguezal onde o avião caiu – Foto: Reprodução

Informações do Aeroclube de Alagoas apontam que os pilotos estavam dando uma carona para o músico até a capital alagoana. Na cidade de Maceió, onde os familiares do músico já o esperavam, Gabriel Diniz participaria do aniversário da namorada. 

De acordo com a CERIPA, órgão responsável pela condução das investigações, as causas do acidente ainda permanecem desconhecidas. Em nota, a Agência Nacional de Aviação (ANAC), informou que se “solidariza com os familiares das vítimas do acidente e que irá colaborar com os custos das investigações”. 

Registros da aeronave mostram que o avião monomotor estava autorizado apenas para operar como voo de instrução, e não táxi aéreo. 

Avião que caiu com Gabriel Diniz – Foto: Anderson Brandão AlvesA aeronave Piper Cherokee PT-KLO, que caiu nesta segunda-feira (27) em Sergipe com o cantor Gabriel Diniz, só poderia fazer fazer voos de treinamento ou de instrução. Isso significa que o avião não poderia fazer, por exemplo, voos privados ou táxi aéreo. A atividade de transporte em avião não autorizado a fazê-lo é conhecida como “táxi aéreo clandestino”.

Fabricado em 1974 e com capacidade para quatro pessoas, o Piper PA 28-180 está cadastrado como “Privada – Instrução” na Agência Nacional de Aviação Civil. Aeronáutica irá apurar causas do acidente.

 

Por: Everson Nunes o  “Olho Vivo”

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: